JARDIM DE INFÂNCIA

O PIQUENIQUE DO TOMÁS

de Helena Simas

…. serviu de pretexto à articulação pretendida entre a biblioteca e o Jardim de Infância.

Mais uma vez no espaço mágico onde a fantasia e a realidade andam de mãos dadas, as crianças deliciaram-se com a história que tivemos a oportunidade de sentir envolvendo-se com ela e dela sendo actores.

__
__
__
__
__
__

____________________________________________________________________________

A história transversal “O MÉDICO DO MAR”, à semelhança de todas as outras, abarcou também as turmas do Jardim de Infância.

A sua exploração, na sala de aula, promove a participação individual e colectiva no âmbito do saber, da observação, do diálogo, do conhecimeto….

Uma históra começa na sala de aula e pode acabar numa folha de papel do tamanho da imaginação de cada aluno….e com lápis de pintar e muitas cores à mistura a história nasce…. e sem darmos conta já somos personagens…

TRABALHO PRÉVIO NA SALA DO JARDIM DE INFÂCIA

EXPLORAÇÃO DA HISTÓRIA "O MÉDICO DO MAR"

Em complemento a toda esta dinâmica, nascem trabalhos assaz interessantes, como o cartaz que podemos observar na imagem…

Foi com surpresa e enorme satisfação que recebemos um desses trabalhos, oferecendo, em troca, uma outra perspectiva da história, um outro envolvimento, um outro espaço….. o da biblioteca.

 

 

 

 

 

 

 

_______________________________________________________________

O SEGREDO DO BOSQUE

“O segredo do bosque” foi a história que serviu de boas vindas aos alunos do J.I.

Desta actividade, foi proposto às educadoras _ e com base nas personagens da mesma _ a elaboração de trabalhos de expressão plástica produzidos pelo grupo turma.

Foi com enorme satisfação que os professores da biblioteca receberam um trabalho proveniente dos meninos do J.I.







familia

OS MAIS PEQUENOS VÃO CONHECENDO AS TRADIÇÕES DOS SEUS AVÓS….

CRUZANDO O TEMA – “OS MAIOS”- COM O SEU PROJECTO EDUCATIVO RESULTOU ESTE BONITO TRABALHO…

DSCN0281

OS MAIS PEQUENINOS TAMBÉM FALARAM DA LIBERDADE……

DSCN0074
DSCN0075
DSCN0083

DSCN0072

LER É MUITO IMPORTANTE…..

dscn9613
dscn9598

dscn9601

dscn9611

dscn9612

SEMANA DA LEITURA/ARTICULAÇÃO COM O JI
No seguimento de uma prática já habitual e no complemento de actividades que promovem a articulação entre o 1.º ciclo e o JI, uma vez mais a semana da leitura vem dar resposta a esta realidade escolar cada vez mais frutuosas.
A presença e participação do JI na história “A Galinha Ruiva” e na audição da “História do lobo Xau-xau” são mais uma vez testemunho do objectivo que preside a esta realidade, que se pretende seja sempre de âmbito escolar único.
dscn9095

dscn9096

dscn9135

dscn91711

ALUNOS DO 4.º ANO DO 1.º CICLO VISITAM JI

A professora da turma, com o objectivo de estimular o desenvolvimento da escrita criativa, convidou os seus alunos a escreverem histórias para oferecer aos seus colegas do Jardim de Infância.
dscn8891

dscn8844

dscn8861

dscn8876

SEM PALHAÇOS NÃO HÁ CARNAVAL…

dscn8806

>A SEMANA DA AMIZADE

dscn87911

Num coração do tamanho do mundo guarda-se tudo de bom mas a maior parte dele, se assim o quisermos, enchemo-lo com tudo o que há de mais bonito… a amizade partilhada por todas as crianças que fazem parte da sala do Jardim de Infância.

dscn8800

ARTICULAÇÃO ENTRE CICLOS

ACONTECEU ASSIM NO NOSSO JARDIM com os alunos do 3.º ano D

dscn8547

Das letras nascem palavras e das palavars nascem frases….. as ideias, essas, surgem ao sabor do que sentimos. Sente-se mais intensamente quando queremos brincar com as letras, palavras, poesias….

BONECOS DE NEVE

Flocos de neve, bonecos de neve e crianças da pré primária são os componentes mágicos que enchem de vivacidade histórias de encantar…
Esta, agora apresentada, fica como mais um exemplo de como é fácil deixarmo-nos levar por tudo o que uma hsitória tem de mágico e fantasia.

dscn83771

dscn8379

dscn8372

dscn8382

FOMOS PARA AS NOSSAS SALAS E ………………

11 21 31 4 5 6

___________________________________________

NATAL NATAL NATAL

Da pluralidade multicultural que envolve a realidade dos nossos dias e à qual a escola não pode ficar alheia resultam trabalhos deveras interessantes e dignos de mérito, como este que empresta ao JI uma vivacidade e alegria bastante agradáveis.
Frases de Natal em diversas línguas, escritas pelos pais das crianças confluem todas elas para o mesmo sentimento de fraternidade e bem estar.

dscn7808

dscn7834

dscn7812

dscn7827

A resposta deste sentimento aos pais — autores das mensagens — traduz-se por esta oferta, cuja simplicidade traduz o simbolismo de Natal.
dscn7814

COMO SE FAZ COR DE LARANJA

Como vem sendo hábito, a articulação da EB1 com o JI continua a efectuar-se, desta vez com a chegada ao JI da história de António Torrado – Como se faz cor de laranja.
Foi mais um motivo para que os mais pequeninos pudessem usufruir, uma vez mais, deste espaço de encontro e de troca de emoções, experiências, conversas,….

dscn7503

dscn7501

dscn7505

ANO LECTIVO 2008/2009

Apresentação do espaço da Biblioteca aos meninos do JI.

A biblioteca da escola é sempre um espaço que apetece descobrir. Nele, todos os alunos encontram sempre novos motivos e novas solicitações.
“A LENGALENGA DO VENTO”, de Maria Alberta Meneres, proporcionou às crianças do JI a possibilidade de disfrutarem deste espaço, onde, por certo, novos encontros se irão proporcionar com outras histórias, dramatizações, fantoches, livros,…

Dando corpo à pretendida articulação entre a escola e o JI, a Biblioteca levou até junto dos mais pequeninos a poesia proposta para os anos de escolaridade superiores. E para aquela faixa etária, ler poesia só pode ser contada por fantoches. Foi o que aconteceu.
“O Pedro e a Rita mais o avô Timoteo” – os fantoches da biblioteca – logo concordaram e meteram pés a caminho, organizam-se, distribuiram tarefas e, com a simplicidade de um poema, fizeram as delícias dos mais pequeninos…

img_0079.jpg img_0081.jpg img_0101.jpg

ji.jpg ji2.jpg ji3.jpg

O SOLDADO JOÃO

dscn4536.jpg dscn4538.jpg dscn4549.jpg

dscn4550.jpg dscn4565.jpg dscn4588.jpg

dscn4593.jpg dscn4612.jpg dscn4606.jpg

Dedico esta história, a todos os meninos e meninas, Educadoras e Auxiliares de A. Educativa do Jardim de Infância das Enguardas, em especial aqueles que em breve vão trocar a sua bata, por um pau de giz…
João Manuel

Batas, bonés e riscas…
Uma aventura maravilhosa!

As educadoras, zelosas como todos os dias, deixaram tudo pronto para o dia seguinte.
Iria ser um dia diferente! Muito divertido e alegre!
Aquele JI, inventado nas sobras de um casarão enorme e velho, (…porque o verdadeiro está em obras…) vai viver uma aventura maravilhosa: Por isso todas as batas e bonés ficaram nos seus cabides, prontos para a grande descoberta!… mas o que seria?
A porta fechou-se e a chave, rodando de mansinho, deu o sinal. Dos seus lugares, os bonés e as batas saltaram para o cantinho das histórias e sentaram-se na manta fofa e pintada cor de laranja.
-Cá para mim – dizia a bata da Joana, cheia de razão – nós vamos é visitar algum parque, ou um jardim novo, sei lá…
– Não vamos nada! Mentira! – Contrariava o boné do Luís, todo empertigado – A grande aventura, vai ser andarmos no comboio até ao Porto…
– Não é nada disso – concluíram as riscas da bata da Cátia que nunca perdiam pitada das conversas em segredo, das educadoras. – Nós vamos é descobrir um livro novo.
– Um livro novo?! Responderam todas as batas e bonés, aos saltinhos, batendo palminhas, de tanta emoção.
Depois de tanta conversa e troca de opiniões, decidiram voltar aos seus cabides e cansados adormeceram a sonhar com a aventura que iriam viver… Descobrir um livro novo!
No dia seguinte, o sol também quis estar presente. Chegou quentinho e bem disposto. Trazia pela mão, um poucochinho de vento.
Era a Natureza a sorrir…
À hora marcada todos os meninos e meninas felizes, alegres, com olhos de sonho, saíram do seu jardim, inventado das sobras de um casarão enorme, partiram rua abaixo, a caminho da casa dos livros.

13.jpg 21.jpg 32.jpg

4.jpg 7.jpg 6.jpg

A bata da Joana e o boné do Luís, olharam-se: “Afinal, as riscas da bata da Cátia tinham mesmo razão…- sussurraram, porque se aproximou um senhor, bem alto, forte e com roupa de festa. Já era conhecido. Viam-no todos os dias. Ficaram mais sossegados.
Ao descer, o sol deixou-se levar ao colo das mãozinhas dadas, dos meninos 2 a 2.
O vento brincava divertido, com as golitas das batas das meninas, como se estivesse na hora do recreio…
– Ena, tantos livros! – falou baixinho o boné do Luís.
– E todos sentadinhos em estantes.
– Admirava-se a bata da Joana.
– Claro: isto é a capa dos livros: é aqui que vamos descobrir o nosso livro novo!- disseram todas ao mesmo tempo, as riscas da bata da Cátia.
Subiram escadas de madeira e chegaram a uma sala, grande e muito bonita, com uma mesa enfeitada, cadeiras e carpetes no chão.
A bata, o boné e as riscas, da Joana, do Luís e da Cátia, queriam ver tudo ao mesmo tempo. Era tão bonita aquela sala! Até tinha quadros pintados, que sorriam para todos, como a convidar “sentem-se. Sejam bem vindos à casa dos livros”.
Sentem-se e ouçam uma história linda, que a educadora vos vai contar.
As batas, todas as batas sentiam os corações dos meninos aos pulinhos porque a aventura maravilhosa ia começar. Os bonés, esses cansados da viagem, sentaram-se bem quietinhos.
E a educadora, serena e tranquila, abriu um livro novo, colorido, carregado de desenhos de tantas cores e letras, muitas letrinhas à volta, coladas em muitas folhas…

8.jpg 9.jpg 10.jpg

E com voz calma. mas segura, a educadora disse:
– Vou ler-vos a história que vós construistes…”Como é bom ter amigos”…ora escutem.
E ela leu. Pausada, tranquila, com doçura de quem sente as histórias de crianças. Amúsica, baixinho, ajudou a levar as crianças para dentro da história. Era lindo de ver!

111.jpg 121.jpg 133.jpg

A bata da Joana e o boné do Luís olharam-se e sorriram. Agora entenderam. O livro novo novo, o livro bonito que a educadora segurava, era aquele que os meninos tinham sonhado, com os bonecos de peluche!
Mas havia mais surpresas!
O boné, a bata e as riscas, os nossos amigos, não contavam com ela e abriram a boca de espanto.
Dois coelhinhos, fofos e gorduchos, abraçados a uma bela cenoura, apareceram como por magia nas mãos dos amigos dos meninos.
Os coelhinhos contaram coisas lindas. Falaram das histórias dos meninos da escola. Explicaram aos meninos que, fazer o livro novo, dava um bocadinho de trabalho…
Tantas coisas! falaram da “fábrica dos livros”, das pessoas que ajudaram, da prof. que colaborou passando as histórias no computador e que gostou muito de o ter feito… e todos os meninos bateram muitas palmas, sorrisos rasgados, olhares gulosos de tanta magia…a vida a sorrir!…

15.jpg

16.jpg

A bata da Joana não cabia em si de contente. O boné do Luís, aconchegado entre os outros, sentia um suorzinho de emoção… e as riscas, aos empurrões, tentavam mudar-se, para verem melhor aqueles coelhitos tão giros, que contavam tantas coisas!

17.jpg

Um livro para cada criança! As mãos delas, abriam-se, como flores, para receber a prenda. Todas elas, segurando-os com carinho, com ternura.
“Agora guardai-os no vosso coração e um dia, quando crescerem, ides lê-los e recordar que também vós ajudastes a fazê-lo”- disserem os coelhinhos.
20.jpg

22.jpg Agradeceram, também felizes… As educadoras ofereceram, aos amigos – Fátima, João e Presidente da Junta de S. Victor, uma prenda. Era um “obrigado”, guardado num caixilho.

23.jpg 24.jpg

No regresso todos sairam da casa dos livros, com o seu livro novo.
O vento voltou a brincar com as batas. Tinha esperado, sentado nas escadas. O Sol, lá em cima, ficava mais quente.
A bata da Joana e o boné do Luís, não cabiam em si de contentes.
– Como foi bonita esta festa! – dizia o boné.
– Acho mesmo que foi uma aventura maravilhosa; – retorquiu a bata da Joana, sem palavras.

26.jpg 27.jpg 281.jpg

Chegados ao Jardim, na hora do almoço, todos os meninos queriam contar coisas e dar ideias…

Responses

  1. O projecto “Ler e Sentir” tem contribuído bastante para a estimulação nas crianças do prazer de ler, assim como para o desenvolvimento de competências ligadas com a leitura e escrita. Tem sido uma experiência enriquecedora e essencial para a aproximação e articulação entre os dois ciclos
    As crianças participam com muito interesse e responsabilidade acrescida em todas as actividades.
    Por isso queremos agradecer a todos quantos têm tornado viável a realização deste projecto em especial à Professora Fátima e ao Professor João.
    Vamos continuar a “crescer” juntos…
    Beijinhos Anabela Machado

  2. ola eu este ano ando no 5 ano e andei ai , gostei muito dessa escola e gostei muite de ver estas fotos porque lembravam-me dos meus dias felizes ai.
    Beijinhos para a professora Fatima e para o professore luis.


Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: