Publicado por: enguardas | 24/05/2007

O nosso novo trabalho…

10 Historias nos dedos das tuas mãos

Procurávamos algo novo. Uma historia que fosse diferente. Que os alunos a sentissem “mais sua”. Fugia-nos pelos dedos, a imaginação de criar algo realmente nosso, da nossa escola… Até que, da simplicidade de uma criança, nasce a solução. “ …e se inventássemos nós uma história?…”. Sorrimos. Estava encontrado o caminho, estava feito o desafio.
Estava decidido! A próxima história vai ser contada pelos alunos. Inventada pelos alunos. Escrita pelos alunos. E se a nossa Escola tem dez salas, então vão nascer dez histórias. E mais uma dos meninos do J I . Tudo somado faz onze histórias. E todas elas bem juntinhas, bem coloridas, e a transbordar de imaginação irão dar lugar a um livro.
Fantástico! E os personagens… como vão ser?…Simples!
Vejamos.

dscn2129.jpg O papagaio, que dormitava, empoeirado em cima de um armário — um personagem;

dscn2121.jpg A flor, com sorriso de criança, da loja dos Chineses — outro personagem;

dscn2122.jpg O golfinho de peluche, esquecido anos sem conta num a gaveta —outro personagem;

dscn2130.jpg A boneca, que foi troca de prendas de uma colega da escola — outro ainda;

dscn2125.jpg O cão de peluche, sempre pronto para estas coisas, e com saudades de entrar numa historia, mais um personagem;

dscn2127.jpg O caracol, que a menina chinesa ofereceu, porque as pilhas não funcionavam, completou o grupo de personagens.

Viva! Seis personagens! Temos a terra, o mar e o ar. Temos tudo para criar uma história.

Uma historia, não! Dez histórias. Boa! Tantas quantas os dedos das mãos que as vão inventar, escrever e imaginar, … então, o livro que daqui vai nascer só pode chamar-se “10 histórias nos dedos das tuas mãos “
Combinado.
E agora vamos ao trabalho…
Na primeira fase, os alunos são convidados a inventar a história. Os personagens são mostrados, um a um e em seguida, são mostradas as gravuras dos mesmos, devidamente personificadas. Falamos do que pretendemos. Do desafio que lhes lançamos…
Pedimos que, em casa de cada um, sonhem com os personagens, como se estivessem na sala da imaginação…
Dois dias depois, fazemos nova intervenção. Mais demorada, em cada uma das salas, e onde a historia é contada, trabalhada, retocada, tendo também o professor da turma um papel fundamental nesta fase. Depois de obtida a história desejada e aceite por toda a turma, é lida, por um ou mais alunos e devidamente preparada para ser copiada para o computador.
Umm !!… O nosso livro começa a ganhar forma…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: